post-bk-mc

A parceria entre marcas visando a uma boa causa é sempre positiva e muito bem-vinda, justamente porque dois dos sete princípios do Cooperativismo são a Intercooperação para benefício mútuo e o Interesse pela Comunidade. Porém, nem sempre as partes conseguem se entender, principalmente em meio ao mundo corporativo.

O caso é de 2015 e teve notoriedade mundial. Visando a uma ação de parceria para o Dia da Paz, comemorado no dia 21 de setembro, o Burger King tomou uma iniciativa ousada: ofereceu publicamente um pedido de parceria ao seu maior concorrente, o McDonald’s, para a criação do “McWhopper”, uma fusão temporária entre os carros-chefes das duas marcas, o Big Mac e o Whopper.

A ação duraria apenas um dia, no estado norte-americano de Atlanta, e teria seus lucros revertidos para uma organização que promove a paz mundial. No entanto, Steve Easterbrook, diretor-presidente do McDonald’s, não gostou nem um pouco da abordagem de seu concorrente e ironizou, também publicamente, o pedido: “Da próxima vez, um simples telefonema seria o suficiente”, afirmou em uma nota oficial nas redes sociais. Essa doeu, Steve!

E você gostaria de ter visto essa parceria se concretizar? Quem foi o equivocado da história? Mande para o Geração Cooperação sua opinião.

Compartilhe: