thumb-languiru

Experiente no cooperativismo, Decio conta sobre a sua trajetória que se iniciou em 1983, na cooperativa Languiru

Mais de 3 décadas de trabalho dentro do cooperativismo fizeram com que a bagagem de Decio Erri Leonhardt, 51 anos, ficasse lotada de experiências. Ele começou em 1983 como estagiário do curso Técnico em Agropecuária, atuando na cooperativa Languiru, onde foi contratado e trabalha até hoje.

Conhecimento que trouxe frutos

Durante esse período, Decio esteve sempre estudando. Depois de terminar o curso técnico, ele fez graduação no curso de Administração com ênfase em Agronegócios na Univates, em Lajeado. Em 2012, concluiu o curso de pós-graduação em Gestão e Planejamento Empresarial na ULBRA, em Canoas.

No ano passado (2015), Decio estudou na Escoop, onde fez o MBA em Gestão de Agronegócios. “A viagem para Alemanha, onde tivemos aulas teóricas e visitas a cooperativas foi uma experiência muito interessante que enriqueceu muito a visão sobre o cooperativismo”, destaca.

Todo esse conhecimento adquirido nos cursos agregou na carreira de Décio. Iniciando como estagiário, ele foi contratado para atuar na Fábrica de Rações. Posteriormente, passou a trabalhar no Departamento Técnico no segmento da suinocultura onde chegou ao cargo de coordenador da área até o ano de 2010. “Em 2011 fui promovido para a função de diretor administrativo”, orgulha-se.

Juventude e cooperativismo

Decio dedicou mais da metade da sua vida ao cooperativismo e pode falar com propriedade sobre o modelo de negócio. “Nos últimos anos as cooperativas passaram por um processo de profissionalização muito intensa, se firmando mais no mercado. Nos diversos ramos de atuação, se tornaram grandes empregadoras, oferecendo muitas oportunidades e necessitando de profissionais cada vez mais capacitados. Por esses motivos vejo uma grande oportunidade profissional para quem está ingressando no mercado de trabalho”, afirma.

Compartilhe: