Livro apresenta o conceito de cooperativismo digital e mostra como ele deve ser implementado

O cooperativismo é um modelo de trabalho que já existe há bastante tempo, mas vive sendo renovado. Hoje, utilizamos muito as funcionalidades da internet nas nossas vidas e esse espaço tem se mostrado ideal para o compartilhamento e a cooperação. Se você quiser saber mais sobre a relação entre estes dois assuntos temos uma sugestão de leitura: o livro “Cooperativismo de Plataforma”, escrito por Trebor Scholz e traduzido por Rafael Zanatta.

Na publicação, é apresentado o conceito de cooperativismo digital em três partes. Primeiro, trata da tecnologia, colocando o trabalho em um modelo de propriedade distinto. Na segunda parte, relaciona o cooperativismo digital com a economia solidária. Por último, ressignifica conceitos como inovação e eficiência, levando em consideração o benefício de todos, e não a concentração de lucro para poucos.

Além disso, o autor também cita 10 princípios para a cooperação digital. São eles:

1 – Propriedade

2 – Pagamentos decentes e garantia de renda

3 – Transparência e portabilidade de dados

4 – Apreciação e reconhecimento

5 – Trabalho co-determinado

6 – Uma moldura jurídica protetora

7 – Proteções trabalhistas portáveis e benefícios

8 – Proteção contra comportamento arbitrário

9 – Rejeição de vigilância do ambiente de trabalho

10 – O direito de se desconectar

O livro mostra que o cooperativismo digital precisa ser visto com atenção, pois, implica em transformações tecnológicas, culturais, políticas e sociais.

Compartilhe: