DSC_0135_Edit

Presença feminina no campo é motivo de homenagem em evento na Casa do Cooperativismo

A Casa do Cooperativismo recém foi inaugurada e já sediou um grande acontecimento para o cooperativismo feminino: a 1ª Caravana de Mulheres Líderes Rurais Sicredi das Culturas. O evento, que ocorreu durante a Expointer, reuniu 38 líderes – um título e tanto, que causou muito orgulho – dos municípios de Ijuí, Augusto Pestana, Ajuricaba, Bozano e Panambi.

Clelia Schneider Sparenberger, representando as demais, falou sobre a importância das mulheres dentro das cooperativas: “Nós somos batalhadoras. Onde a mulher não está presente, nada vai para a frente”. A primeira mulher no cargo de tesoureira-geral da Fetag, Elisete Hintz, fez questão de salientar esse momento empoderador para as mulheres: “Queremos trabalhar junto, que é o fundamento cooperativista. Não queremos estar à frente dos homens, queremos estar ao lado”. Ela ainda lembrou que há diferenças entre os gêneros: “Para os homens, os postos (de liderança) sempre foram dados. Os desafios são diferenciados para as mulheres”.

O Sistema Ocergs-Sescoop/RS vem fazendo um trabalho de incentivo à inclusão das mulheres no cooperativismo.Vergilio Perius, presidente da instituição, participou do encontro e deu seu recado: “A mulher tem muita força. Unam-se, pensem juntas, associem-se a cooperativas, participem e questionem, para oxigenar o cooperativismo”.

As mulheres não foram lembradas somente na Casa do Cooperativismo. Neste ano, no pavilhão da Agricultura Familiar, elas protagonizaram, sendo 80% dos expositores. Esses dados nos lembram de uma coisa: o lugar da mulher é onde ela quiser, e o cooperativismo está sempre de portas abertas para recebê-las!

Compartilhe: