Em 1987 foi fundada a Cooperativa Mista dos Músicos de Porto Alegre – Coompor

01-02-imagem-blog

O Brasil de 30 anos atrás passava por algo parecido com o atual: a tal da crise financeira. Na época o contexto era o governo de Sarney e a inflação altíssima. Já sabemos que quando ocorrem esses momentos, uma das primeiras áreas a ser deixada de lado é a da cultura. Naquele período não foi diferente. Mas outra coisa que também sabemos é que o sistema cooperativista é a opção que reergue muita gente em casos assim. Por isso que, no ano de 1987, músicos e compositores gaúchos fundaram a Cooperativa Mista dos Músicos de Porto Alegre – Coompor.

Na época, a produção musical do RS não tinha acesso às grandes gravadoras. A Coompor tornou possível a promoção de eventos, espetáculos, cursos e oficinas, incentivando a cena cultural, mesmo em um período difícil. Nélson Coelho de Castro foi o primeiro presidente da cooperativa. Em entrevista ao Jornal Já, ele explicou a importância da cooperação naquele momento: “Muito mais do que estes êxitos, a Coompor demonstrou que artistas e músicos poderiam organizar e produzir seus próprios trabalhos”.

A cooperativa teve quase uma década de duração. Em comemoração aos 30 anos da sua fundação, vários artistas que fizeram parte da história da Coompor, além de outros da atualidade, se reuniram para realizar uma homenagem à cooperativa e ao músico Pery Souza, em um show coletivo. A apresentação aconteceu no teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa, no dia 13 de julho.

Continue no blog: Coojornal resiste 9 anos durante ditadura militar

Compartilhe: