Então você acordou em mais uma manhã de outono, sentou a mesa para o café da manhã e preparou duas fatias de pão cobertas de mel. Que começo de dia hein! Mas… E você sabe de onde vem esse mel?

O mel que chega as nossas casas é produzido pelo setor apícola brasileiro, ou, setor de criação de abelhas. Por sinal, hoje, dia 22 de maio, celebra-se o dia do apicultor. Por “apicultor” entende-se aquela pessoa que pratica apicultura (cuidado para não confundir com acunputura!). A apicultura consiste na criação de abelhas, para obter mel, cera, própolis e outros recursos das colméias. O apicultor também pode se focar na criação de abelhas-rainha*, seja para uso próprio ou para negociar com outros apicultores. A apicultura também é usada para polonizar outras culturas agrícolas, uma vez que as abelhas atuam como excelentes agentes polinizadores (levando o pólen de uma planta à outra).

Nesse ramo, aqui no estado destacam-se a Cooperativa Vacariense de Apicultores (AVAPIS), de Vacaria, e a Cooperativa Apícola da Serra Gaúcha, que contempla os municípios de Antônio Prado, Ipê, Campestre da Serra e Nova Roma do Sul. De acordo com um relatório recente do SEBRAE, o setor de apicultura possui alto potencial de crescimento e encontra-se em fase de ascensão. Nossa flora, clima e o fato de a maioria dos apiários daqui trabalharem com abelhas africanizadas, mais resistentes às pragas que as européias, são outros pontos positivos apontados pelo relatório. Por não existirem muitas empresas atuando no ramo o momento é propício para o surgimento de cooperativas de apicultores. E você, já pensou em montar uma?!

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER!

Compartilhe: