post-trabalho-coorp

Estrutura horizontal, múltiplos desafios e diálogo são características de cooperativas.

Entrar no mercado de trabalho, evoluir e se especializar é a busca de muitos jovens. Afinal de contas, somos uma geração que não busca apenas uma boa remuneração, mas também propósito no que fazemos. Muitas cooperativas já perceberam isso e buscam na geração jovem diversidade de ideias, experiências tecnológicas, colaboração e oportunidades de crescimento mútuo. Buscam gente que quer trabalhar cooperando.

Então, que tipo de emprego um jovem deve esperar se for efetivado em uma cooperativa?

Estrutura horizontal:
Diferentemente do que acontece com empresas tradicionais, em uma cooperativa você tem mais chance de interagir até mesmo com o Presidente, uma vez que as estruturas tendem a ser muito mais horizontalizadas. É o que conta Janet Rehberg, diretora de marketing da Ohio’s Electric, uma cooperativa de eletricidade dos Estados Unidos. Conforme Janet, é isto que estimula uma cultura de equipe, na qual todos trabalham juntos para ver a tarefa cumprida.

Estímulo ao diálogo:
Você não acha ruim quando sentimos nossas ideias sufocadas? Construir uma estrutura diferente da hierarquia tradicional apenas é possível se houver estímulo ao diálogo, outra característica do trabalho em cooperativas. Os jovens gostam de falar e ser ouvidos. E as cooperativas possibilitam este espaço de novas ideias e sugestões.

Novos desafios:
Por fim, para que as tarefas não fiquem repetitivas, o jovem deve buscar desafio constante dentro e fora da cooperativa, já que quem quer evoluir deve sempre manter acesa a chama do empreendedorismo. Se você procura desafios, as cooperativas estão repletas deles. Em breve, você pode até mesmo se tornar sócio de uma delas.

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER!

Compartilhe: