Confira ações sustentáveis que vão muito além de separar o lixo.

Pense rápido em uma ação sustentável que faz parte do seu dia a dia. Pensou? Possivelmente, você lembrou de algo relacionado à ecologia, não é mesmo? Mas sustentabilidade vai muito além de separar o lixo ou reduzir o uso de plástico, por exemplo. E é sobre isso que vamos falar hoje.

Primeiramente: o que é ser sustentável?

Segundo o Dicionário Aurélio, desenvolvimento sustentável é aquele que “satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem suas próprias necessidades”. É claro que isso está ligado com o meio ambiente, mas o conceito de sustentabilidade também pode ser percebido na esfera social e econômica. Se liga que, com os exemplos, fica mais fácil de entender.

1) Ter bom comportamento no transporte coletivo

Parece básico, mas muita gente deixa o bom senso em casa na hora de pegar o ônibus. Enquanto utilizar o transporte coletivo é uma ação ecológica, se preocupar com o bem-estar do outro, dentro ou fora dos veículos, é um exemplo de sustentabilidade social.

Respeitar o uso dos assentos, que, por lei, são destinados preferencialmente a idosos, gestantes, obesos, pessoas com deficiência e mães com crianças de colo, é agir de maneira sustentável, garantindo a cidadania. E vamos combinar: além de ceder o lugar, não custa nada utilizar as palavrinhas “Desculpe”, “Por favor” e “Obrigado”.

2) Compre de quem faz

Você já parou para pensar no impacto econômico do que você compra? O primeiro passo para colocar a sustentabilidade social e econômica na sua rotina é pensar no que você consome e no efeito disso.

Ao invés de comprar produtos “made in China”, importados por grandes corporações, que tal fortalecer o comércio local? Esse é um exemplo que pode ser praticado facilmente no vestuário: substitua a compra em lojas fast fashion pelo consumo de peças feitas por pequenas marcas da sua cidade.

Leia mais  Maurício começou no cooperativismo há 10 anos como aprendiz

3) Apoie as minas

Igualdade de gênero e sustentabilidade social andam juntas. Que tal repensar nas suas atitudes em relação às mulheres que fazem parte da sua rotina? E melhor, que tal apoiar iniciativas comandadas por mulheres?

Na hora de comprar algo, dê preferência a negócios que são criados e geridos por mulheres. Apoiar o empreendedorismo feminino é uma atitude sustentável, pois amplia o espaço e a visibilidade das mulheres, contribuindo para o rompimento de várias barreiras sociais.

4) Participar de uma cooperativa

Modéstia à parte: o cooperativismo é uma das melhores ferramentas para o desenvolvimento sustentável, em todos os sentidos. Afinal, as cooperativas têm os princípios da sustentabilidade econômica e social enraizados em sua essência.

Cooperativismo, como o nome diz, é um modelo que parte da cooperação entre pessoas com objetivos comuns, alcançando benefícios para todos. Ao deixar a competitividade do meio corporativo de fora, o cooperativismo se mostra uma opção de desenvolvimento muito mais humana.

Ao participar de uma cooperativa, você está contribuindo com uma organização que, além de prezar pelas iniciativas ecologicamente corretas, é viável economicamente, graças à participação econômica e à gestão democrática das cooperativas; e socialmente justa, graças aos princípios que garantem a adesão livre e voluntária, a autonomia e a intercooperação.

Praticar a sustentabilidade econômica e social é mais fácil do que parece. Que tal botar em prática esses hábitos?

Inscreva-se em nossa Newsletter!
Compartilhe: