Descubra quais atitudes acontecem no dia a dia de uma empresa tradicional, mas que não acontecerão nunca em uma cooperativa.

geracao-cooperacao-atitudes-cooperativas

Se você acompanha o Geração Cooperação, já deve saber que existem muitas diferenças entre uma cooperativa e uma empresa tradicional. Enquanto uma empresa tradicional tem o objetivo principal de gerar lucro financeiro para remunerar o capital investido, as cooperativas visam ao lucro social, ou seja, prestar serviços ao seu quadro social, viabilizando o seu desenvolvimento socioeconômico e cultural.

Mas, como se dá essa diferença no dia a dia de ambas? Quais são as atitudes que você vê no meio corporativo e jamais verá no ambiente cooperativo? Nós separamos 5 atitudes que exemplificam essa diferença. Veja:

 

1) Meu chefe é inacessível. Não consigo falar com ele.

Diferentemente de uma empresa tradicional, o cooperativismo abraça relações de trabalho menos hierárquicas. Pode conferir: está em seus princípios o direito de votos iguais a todos associados, sem votos mais relevantes de acordo com o cargo ocupado, além de relações mais próximas e sem superioridade, uma vez que todos trabalham pelos mesmos objetivos. Outra questão importante é que todos os sócios podem se tornar presidente. Assim, não seria legal o chefe de agora não querer atender a um sócio, sendo que, no dia seguinte, esta pessoa pode vir a ser seu chefe, não é mesmo?

 

2) Eu tenho 51% do capital. Eu mando aqui.

Enquanto em uma cooperativa o controle é democrático, ou seja, cada associado tem direito a um voto, na empresa tradicional o controle é financeiro, ou seja, cada ação ou quota-parte do capital equivale a um voto. Dessa forma, na empresa tradicional, manda quem tem a maioria do capital. Esse é o segundo princípio do cooperativismo, a Gestão Democrática: as cooperativas são organizações democráticas, controladas pelos seus associados, que participam ativamente na formulação das suas políticas e na tomada de decisões. Os homens e as mulheres, eleitos como representantes dos demais associados, são responsáveis perante estes.

Leia mais  Os 7 artigos mais lidos da história do GC

 

3) Vou vender minhas ações.

Em uma cooperativa, não é permitida a transferência de quotas-partes a terceiros, estranhos à sociedade. Já na empresa tradicional, é permitida a transferência ou venda de ações para pessoas estranhas à sociedade. Assim, se um sócio simplesmente quiser deixar a sociedade ou vender parte da sua participação no capital da empresa à outra pessoa, mesmo que completamente desconhecida da sociedade, ele pode fazê-lo.

 

4) Vamos remeter os lucros para nossa matriz no exterior.

Mesmo que a matriz da empresa tradicional seja no Brasil, pelo que rege o sétimo princípio do cooperativismo, do interesse pela comunidade, as cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentado das suas comunidades através de políticas aprovadas pelos associados. Desse modo, a riqueza gerada por uma cooperativa é replicada na comunidade a que pertence, diferentemente das empresas tradicionais, que, muitas vezes, fecham uma unidade de produção prejudicando uma comunidade inteira para salvaguardar os lucros da matriz, a qual, geralmente, fica nos grandes centros econômicos no Brasil ou até no exterior.

 

5) O concorrente está mal das pernas. Azar é o deles.

Primeiramente, não existem cooperativas concorrentes. Por mais que elas atuem em um mesmo nicho de mercado, o sexto princípio do cooperativismo, que rege sobre a Intercooperação, afirma que as cooperativas servem de forma mais eficaz aos seus associados e dão mais força ao movimento cooperativo, trabalhando em conjunto através das estruturas locais, regionais, nacionais e internacionais. Em outras palavras, as cooperativas são mais fortes quando cooperam entre si. Assim, a ajuda mútua faz parte do dia a dia cooperativo. Muito diferente do que é visto no mundo corporativo, não é mesmo?

Leia mais  10 mitos e verdades sobre o cooperativismo

 

E essas foram apenas cinco atitudes que você vê no meio corporativo que jamais verá no meio cooperativo. Você saberia dizer mais alguma? Manda pra nós.

Inscreva-se em nossa Newsletter!
Compartilhe: