Que tal retomar alguns conceitos básicos sobre cooperativismo?

A gente fala tanto em cooperativas e em cooperativismo que às vezes é bom retomar alguns conceitos básicos.

Nascido na Inglaterra no final do século XIX, o cooperativismo baseia-se por uma associação de pessoas que se unem, voluntariamente, para satisfazer aspirações e necessidades econômicas, sociais e culturais comuns, por meio de uma empresa de propriedade comum e democraticamente gerida.

De acordo com a definição proposta pela Aliança Cooperativa Internacional (ACI), é uma cultura baseada na solidariedade, confiança e na ação coletiva.

As cooperativas são organizações abertas à participação de todos, independentemente de sexo, raça, classe social, opção política ou religiosa. Para participar de uma cooperativa a pessoa deve conhecer e decidir se tem condições de cumprir os acordos propostos pela maioria.

Existem oito fatores que definem uma cooperativa. Saiba quais são eles.

1. É uma sociedade de pessoas.

2. O objetivo principal é a prestação de serviços.

3. Pode ter um número ilimitado de cooperados.

4. O controle é democrático. Uma pessoa = um voto.

5. Não é permitida a transferência de cotas a terceiros. São permitidas, no entanto, a transferência entre associados e a transferência a herdeiros caso sejam associados da cooperativa.

6. Retorno proporcional ao valor das operações.

7. Não está sujeita à falência.

8. Deve constar a expressão “cooperativa” em sua denominação.

Inscreva-se em nossa Newsletter!
Compartilhe: