Geração Cooperação foi um dos temas do painel “Cooperativismo, sua representação e força.”

Ocorreu na quinta-feira, 26/07, o painel “Cooperativismo, sua representação e força”, durante a 13º edição do Fórum Internacional de Software Livre (Fisl). O evento, que acontece em Porto Alegre, de 25 a 28 de julho, é um dos principais encontros de tecnologia livre do mundo. Participaram da palestra o Sistema Ocergs-Sescoop/RS e três cooperativas de software livre: Colivre, de Salvador-BA, Gcoop, de Buenos Aires-ARG e Solis, de Lajeado-RS.

Software livre é qualquer programa de computador que pode ser usado, copiado, estudado, modificado e redistribuído sem nenhuma restrição. Esta definição vai ao encontro de muitos pontos da filosofia do cooperativismo, que defende valores como solidariedade, benefício comum, trabalho em grupo e ajuda mútua. Ou seja, tecnologias livres e cooperativismo têm uma ligação forte.

O painel iniciou com Ednilson Mambac, do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, falando sobre a expressão do cooperativismo gaúcho e sobre ações do Sescoop/RS no Estado. Entre essas ações está o Geração Cooperação, que mereceu destaque durante a apresentação. Gustavo Mini, da agência Competence, um dos responsáveis pela concepção do projeto, falou da importância desse canal criado para dar voz e visibilidade aos jovens cooperativistas na internet. Segundo ele, “as mídias digitais são cooperativas por natureza”. José Pedro Paz, do DZ Estúdio, completou apresentando números relevantes que o Geração Cooperação já atingiu em quatro meses e meio de existência.

Depois, foi a vez das cooperativas apresentarem seus cases. Armando Taffarel Neto contou a história da Solis, Antônio Terceiro falou sobre a Colivre e Leandro Monk fechou a palestra apresentando a Gcoop. As três têm origens muito parecidas: surgiram basicamente da vontade que jovens tinham de viver de software livre e que encontraram no sistema cooperativo valores muito mais próximos desse negócio do que em um modelo de empresa tradicional.

Leia mais  Tipos de Cooperativas: de Mineração

Ao final de todas as apresentações, foi aberto espaço para perguntas. O público, composto por entusiastas de tecnologias livres, se mostrou bastante interessado em saber mais sobre cooperativismo. Os principais questionamentos foram sobre os processos para se criar uma cooperativa e como motivar outras pessoas a aderir ao sistema.

Nas próximas semanas vamos falar mais detalhadamente sobre cada uma dessas cooperativas que participaram da palestra, fique ligado!

Inscreva-se em nossa Newsletter!
Compartilhe: