Fala, Geração! Como vocês estão?

Hoje vamos falar sobre uma tendência que está cada vez mais forte e que tem revolucionado o setor financeiro: os bancos digitais. Eles estão crescendo e ganhando um número expressivo de novos clientes.

Vem com a gente descobrir que onde tem banco digital, tem mais praticidade para a vida financeira.

 

Jonah Hill Ok GIF - Find & Share on GIPHY

 

Eles estão com a bola toda 

Você já possui conta em algum banco digital? Se ainda não, até o final da leitura você provavelmente vai repensar a sua forma de se relacionar com as instituições financeiras.

Os bancos digitais já são uma realidade no dia a dia dos brasileiros e a projeção é que esta tendência alcance ainda mais consumidores. Eles chegaram para suprir com tecnologia e eficiência clientes que sofriam com a burocracia dos grandes bancos.

 

Praticidade e segurança em meio à pandemia

Segundo relatório da Akamai Technologies, encomendado pela Cantarino Brasileiro, o número de novos usuários nos bancos digitais mais que dobrou neste ano. O estudo mostra que o percentual passou de 14% para 31% entre o começo de 2020 e o começo de 2021.

Além da gama de benefícios que essa opção oferece, outra grande motivação para o aumento de novos clientes pode ter sido a pandemia, que modificou os processos físicos. Devido às restrições de atendimento nas agências bancárias, o digital ganhou ainda mais força.

 

Jovens usam mais bancos digitais do que tradicionais

Segundo pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo SPC Brasil, em parceria com o Sebrae, a adesão aos cartões de bancos 100% digitais e “fintechs” subiu 28 pontos percentuais, passando de 21% em 2019 para 49% em 2021, sobretudo entre os mais jovens.

Leia mais  Escoop oferece cursos de extensão e desenvolve projetos de pesquisa

Os motivos que levaram esses consumidores a optarem por essas novas empresas são variados: 63% mencionaram a possibilidade de economizar no pagamento de taxas de juros e anuidade, mas outro ponto crucial foi a questão do atendimento facilitado através de aplicativos e sem burocracia de atendimento presencial no banco, destacado por 58%. Além desses motivos, os entrevistados consideraram ainda a rápida aprovação do crédito (47%); o interesse em testar o novo modelo (35%); e o fato de o limite liberado ser maior (19%).

 

O que diferencia um banco digital de um banco tradicional 

1 – Ir à agência bancária pra quê?

Ngapa Reaction GIF by MOODMAN - Find & Share on GIPHY

 

Boa parte das pessoas que têm conta em banco já utilizam o Internet Banking. Muitos também escolheram a praticidade dos aplicativos para realizar depósitos, transferências e pagamentos de contas. Com a chegada do Pix, ficou muito mais fácil e rápido fazer uma transação de forma digital.

Um estudo do banco americano Goldman Sachs, feito em 2015, mostrou que um terço dos jovens entre 18 e 34 anos acredita que não vai precisar de um banco daqui a cinco anos. Isso já mostra que a substituição da agência bancária física pelos bancos digitais é uma tendência global.

 

2 – Banco digital é diferente de banco digitalizado

Para diferenciar os dois casos, a Febraban destaca três características principais dos bancos digitais:

  • Processo não presencial: captura digital de documentos e informações do cliente e coleta eletrônica de assinatura;
  • Canais de atendimento 100% eletrônicos: todas as contratações de produtos e consultas são feitas on-line ou por telefone;
  • Resolução de problemas por múltiplos canais virtuais: já teve que resolver algum problema que começou com uma ligação e terminou com um e-mail ou mensagem de WhatsApp? Pois é, essa realidade é bastante comum nos bancos digitais.
Leia mais  Inscrições abertas para o Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Cooperativas

 

3 – Promovem a inclusão bancária

Milhares de brasileiros ainda não têm conta em banco, nem mesmo poupança. Segundo o IBGE, esse grupo de pessoas é de aproximadamente 55 milhões. O papel desenvolvido pelos bancos digitais está sendo fundamental para reverter esse cenário.

 

4 – Os bancos digitais saem na frente dos tradicionais no quesito tecnologia

Você pode abrir sua conta de onde estiver e pelo celular, gastando menos tempo para concluir a abertura e sem burocracia. Toda a validação de documentos é feita virtualmente e o prazo de aprovação costuma ser mais rápido do que em grandes bancos.

 

5 – Tarifas e juros mais acessíveis

Os bancos digitais são uma ótima alternativa para empresas que buscam cortar gastos, já que oferecem tarifas e juros bem menores em relação às tradicionais. Alguns até contam com isenção de tarifas em transferências e conta corrente, além de cartões de crédito sem anuidade.

 

Cooperativas de crédito surfando na onda

Com serviços gratuitos e com burocracia reduzida, as cooperativas de crédito também têm se destacado e acompanhado esse processo de evolução dos bancos digitais. Vamos aos exemplos!

 

Woop Sicredi 

É uma conta digital e cooperativa da Sicredi, que promove o desenvolvimento da sua região, tem tudo o que você precisa e ainda divide a grana dos resultados com você.

 

Conta digital Sicoob

O App do Sicoob permite que você abra a sua conta e administre a sua vida financeira sem precisar ir até uma das cooperativas.

 

Conta digital Unicred

Consultoria e as linhas de crédito desenvolvidas especialmente para as necessidades de cada cooperado.

 

————————————————————————————————————————

Resumindo: o cooperativismo está muito conectado com os processos e inovação, sempre de forma moderna e sustentável.

Leia mais  Diretor-presidente da COOMAT fez MBA na Escoop

 

Standing Ovation Applause GIF by The Maury Show - Find & Share on GIPHY

Gostou do artigo de hoje?

Aproveita e compartilha esse conteúdo massa que adoramos criar para vocês. 😉

Um abraço e até a próxima!

Geração Cooperação

 

Inscreva-se em nossa Newsletter!
Compartilhe: